Pesquisar Neste blog

19 dezembro 2014

Quando o Sagrado Vira Rotina

Nada pior do que uma fé teórica que patrocina uma piedade retórica. Nestes dias, temos sido testemunhas do desmonte que sofre a igreja cristã. Perdemos a dimensão orgânica da estrutura, transformamo-nos numa organização burocrática. Práticas cada vez mais desconexas com o Evangelho transformaram a igreja numa engrenagem pesada, movida por dogmas e mitos, lubrificada por doutrinas perversas. Nossas expressões de louvor e adoração estão contaminadas pela massificação dos ritos, somos máquinas de repetição, apartou-se de nós a espontaneidade, a singeleza, a naturalidade. Sem perceber, transformamo-nos em gente de gueto, caricaturados, estereotipados, robôs da fé lutando por uma causa perdida, a religião. Assista esta mensagem e veja o que Deus deseja de você em termos de uma espiritualidade sadia e consequente.

0 comentários:

Mais Lidos

Barra de Vídeos

Loading...

Músicas

O Que Estamos Cantando

Liberdade de Expressão

Este Site Opera Desde Junho de 2010

É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da "argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.

Visualizações de Páginas

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More