Pesquisar Neste blog

Jesus dizia a todos: "Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me. Lucas 9:23.

02 agosto 2016

Gente Muda Mundo




Jesus nos ensinou que o Reino de Deus é uma semente que cresce do lado de dentro, mas produz frutos que se desdobram para a vida. Gente que abraçou o Reino é gente propositiva, inconformada com o status quo, inovadora, revolucionária! Sim, pessoas que carregam a consciência do Evangelho são apaixonadas pelo que fazem, revelam-se sensíveis, são comprometidas e profundamente solidárias, não se adequam ao establishment, não se satisfazem sendo espectadoras dos dramas que se apresentam na tela dos dias, nas cinzas das horas. Num tempo onde a igreja se preocupa apenas com questões espirituais, evitando o contato com a realidade dramática dos excluídos, gente invisível ao poder público e a sociedade, mas que agoniza a céu aberto com a alma em carne viva, começam a surgir pessoas anônimas, vindas de todos os lados, interessadas em construir uma nova proposta de igreja, um tipo de organização alternativa, sem fronteiras, sustentável, capaz de colaborar com as instituições na promoção da justiça e do bem comum. Eu sonho com esta igreja todos os dias, pois sei que é possível sermos promotores da grande revolução, aquela boa notícia que estabelece que o Reino do Bem chegou entre nós! Assista esta mensagem e compartilhe com seus amigos!


 

Mais Lidos

Barra de Vídeos

Loading...

Músicas

O Que Estamos Cantando

Liberdade de Expressão

Este Site Opera Desde Junho de 2010

É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da "argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.

Visualizações de Páginas

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More