Pesquisar Neste blog

Jesus dizia a todos: "Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me. Lucas 9:23.

19 maio 2015

Deserto: a Oficina de Deus



O deserto não é uma sazonalidade na vida, mas uma agenda divina, mais cedo, ou mais tarde, você entrará nele. Deserto é um lugar de conhecimento de Deus e também de auto-conhecimento. Expostos ao calor da vida, as intempéries do caminho, saberemos melhor de que substância somos feitos, nosso caráter será provado e ensinamentos maravilhosos nos serão acrescentados. A imensa maioria das pessoas vê o deserto com temor e foge dele. Elas imaginam que irão sucumbir frente aos enormes desafios de sobreviver. O deserto, contudo, é lugar de aperfeiçoamento, de prova, sim, mas de constatação da bondade e da fidelidade do Senhor. Jesus foi conduzido pelo Espírito Santo ao deserto, pois era necessário que ele se preparasse para aquilo que lhe estava reservado. Sim, no deserto Deus trabalha melhor as pessoas, pois nestas circunstâncias, elas estão mais sensíveis e quebrantadas. Você já atravessou desertos em sua vida? Quem sabe, neste momento, está passando por um? Então, esta mensagem é para você! Assista! 


 

Mais Lidos

Barra de Vídeos

Loading...

Músicas

O Que Estamos Cantando

Liberdade de Expressão

Este Site Opera Desde Junho de 2010

É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da "argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.

Visualizações de Páginas

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More