Pesquisar Neste blog

22 dezembro 2014

O que é Mesmo o Natal?

O que é mesmo o Natal? Durante os últimos 10 anos, cresceu assustadoramente a tentativa de pessoas ligadas à religião em demonizar o Natal. Eles condenam a árvore, o Papai Noel, falam da festa consagrada a Mitra, divindade Romana, do erro no calendário atribuído a Dionísio, são tantas as questões que não vale a pena trazê-las aqui. A despeito das verdades históricas, que possuem assento em toda boa consciência, o que me preocupa nesta tentativa de paganização do Natal é que, cada vez mais, aqueles que se dizem discípulos de Jesus sabem menos sofre a celebração. A questão não é comemorar ou não comemorar a festa mais popular na cultura ocidental, mas saber ou não saber as reais implicações da encarnação de Deus na pessoa de Jesus de Nazaré. E você? Você tem certeza que sabe as reais implicações do nascimento do Senhor? Assista a mensagem e tire suas conclusões!

0 comentários:

Mais Lidos

Barra de Vídeos

Loading...

Músicas

O Que Estamos Cantando

Liberdade de Expressão

Este Site Opera Desde Junho de 2010

É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da "argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.

Visualizações de Páginas

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More